FANDOM


'Atenção! Esta fanfic foi criada por Jonathan dos Santos. O conteudo aqui é completamente ficticio, porem os personagens com o nome em NEGRITO E ITALICO correspondem à personagens reais. Tais são história compiladas, se não virem nexo entre os capítulos, trata-se de uma outra história. Curtam a leitura!

Editar

"Cuidado com o que te faz ansioso, pois pode se arrepender do resultado!"

Eu não deveria escrever isso, mas não aguento mais manter isso em segredo. Meu nome? Esquecam! Só posso dizer que estava de férias, acabei o 2° Ano do Ensino Médio e estava muito ansioso para ir a escola? Por quê? A minha vida é chata e sem surpresas. Eu sei o que acontecerá amanhã, e depois, e no dia seguinte...

No dia 1° de Março, eu tive uma experiência que me deixou louco! Era véspera de volta as aulas, e eu estava no facebook. Eram 02:35 quando recebi uma mensagem no bate papo:

- Tais fazendo o quê?

Não sei de quem era, não havia foto, somente um nome: "Ore!"

- Nada. - Respondi - E você?

- Vais dormir. E lembra-te de orar!

Eu achei esquisito alguém falar daquela maneira, mas nem me importei. Fiquei cansado de tanta besteira do Face, e estava com a paciência pesada pois eu assisti um video pornô de travestis... Tava me sentindo o Lone, COMO ISSO É TERRIVEL! SENTIR-SE COMO UM PSICOPATA! Nem senti vontade de orar, mas eu deveria ter pensado ao menos "Perdoe-me, ó Deus!". Me arrependi amargamente... Não me lembro de ter ido dormir, mas... eu me vi perambulando pelo pátio do Correia... Estava em hora de pico e havia uma fila enorme no refeitório. O lanche? Cuscuz com Charque, um classico! fui tomar um lugar na fila, mas notei que eu estava sem farda. E sem roupa alguma!

Me senti destruído naquele momento! Todas aquelas pessoas me olhando, e eu com o Pênis mole, pendurado... Mas as pessoas não estavam nem aí pra mim. Elas sabiam que estava lá, mas não reclamavam. Passavam por mim como se fosse super normal, ou algo do tipo. "Ah! Estou invisível" pensei. Me senti tranquilo nessa hora, mas até que a Cristiane Roseno, Thay Lima, e a Márcia Regina aproximaram-se de mim para ir tomar agua no bebedouro. Seus rostos possuiam um sorriso trollface, e disseram juntas pra mim:

- Oi! BELO PÊNIS! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

- Puta que pariu! Eu não estou invisível, é!?

-Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Elas só faziam rir de mim. Mas sua risada era mecânica, não sentia o sarcasmo. Parecia que elas não estavam rindo de mim, mas queriam que eu achasse isso. Eu estava mordido, como pode isso? Puxei a Cris pelo braço, pois era a mais perigosa das três. Tinha certeza que iria tomar uma atitude, ou ele me responderia, ou daria um chute no meu pênis. Torci pela segunda opção, assim eu poderia tomar uma noção de realidade:

- Sua puta! Do que é que você está rindo!? Por acaso, o do seu namorado não é assim também!? - Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Ela não me responderia. Nem ela, nem as outras 2. Elas só riam mecânicamente. Eu deveria saber o que estava acontecendo, alguém precisava me dizer porque estavam me ignorando ou se aquilo tudo era real. sai gritando feito louco, nu pelos corredores. Ma ninguém me deu bola. Eu corri, corri, corri até cansar, e gritei com toda a força: AFINAL DE CONTAS, O QUE É QUE ESTÁ ACONTECENDO!!!!!!!!!!!!!!!

Tudo em vão. Eu não vi sentido, e fiquei amargurado e comecei a chorar no meio do pátio. Eu não queria, mas não me conti... Naquele instante todos começaram a me olhar com firmeza e começaram a rir de mim, o que foi o pior. Todos eles, armaram pra mim. Esperando o momento certo para me detonarem.

Alguns estavam sérios e tristes... Michel Roddrigues', Thalis Santos, Ely Carolyne, e outras duas pessoas que não conhecia. Eles me deram as costas, mas Ely se aproximou de mim. Ela parecia sentir a vergonha e a raiva que eu sentia. Seu rosto estava vermelho e sua maquiagem borrada, parecia ter chorado amargamente. Ela jogou uma sunga pra mim e disse:

- Vista-se. Siga-me.

Eu obedeci e ela me levou ao 3° Ano "A". Havia somente uma banca, e três pessoas lá, uma sentada e duas de pé, e todos de preto. Me lembrava um tribunal. As duas de pé eram gêmeas, testemunhas oculares, 'Ana e Larisse. O sentado era um juiz. Ele se levantou e senti medo dele. Pálido, com as golas em pé, presença negativa, olhar frio e ameaçador... Era o Lone, e me disse

- O que é que você estava fazendo lá fora!? Seu lugar não é aqui, hipócrita!

Ele não era o mesmo Lone que eu conhecia, me atacou impiedosamente, como se quisesse me matar. Deixou meu corpo dolorido, seus murros batiam em meu rosto, principalmente nos olhos. Acho que ele me puniu por eu tem me sentido como ele por ver o que não devia... Não era muito forte, mas era violento. Seus golpes quase me fizeram desmaiar. Quando parou, ele disse: - Você, não... revidou? Idiota...

As gêmeas me consolaram, me beijaram e disseram:

- Isso basta pra você. Agora acorde, senão você não sairá daí. No mesmo instante, meu relogio despertou. Era 05:30, hora que eu começava a me arrumar. Fiquei morrendo de medo. Não estava no meu quarto, mas no hospital. Uma enfermeira estava me dando uma vacina, e se assustou quando acordei. - Você acordou!? Bom!

- O que aconteceu?

- Não se lembra? Lógico! De coma por 3 dias...

- COMO ASSIM !?!?!?!?!?!?!?!

- Encontramos você de sunga na sala de aula. Uma tal de Ely nos chamou e disse que você estava correndo nu no colégio gritando feito louco, e lhe espancaram por isso. Também pediu que você orasse antes de dormir, pois foi o diabo da turma que te espancou...

Uma noite de sono perdida me levou uma realidade distorcida... vivi um pesadelo, pensando que era só um sonho. Eu queria tanto voltar, não aguentava esperar... mas agora eu sei que a ânsia não é boa... Nunca mais eu perco uma noite... nunca mais....

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória